terça-feira, outubro 7

Museus Virtuais e os Sapatos


Na internet também encontramos vários museus virtuais de sapatos, com história, muitas imagens, dicas, filmes, etc. Um dos museus mais conhecido é o Virtual Shoe Museum foi criado em 2004 por Liza Snook, ele reúne uma surpreendente coleção de sapatos; do antigo ao contemporâneo, do bizarro ao clássico, do hightech ao conceitual.
São obras de designers do mundo todo reunidas em uma galeria virtual bastante inusitada[1]. Um dos pontos turísticos de Toronto é o Bata Shoe Museum[2], com um acervo de mais de 12000 itens – entre sapatos e acessórios em geral, o foco fica em épocas mais antigas, da antiguidade até o início do século XX, abrangendo cerca de 4500 anos de história.

Uma das salas mais interessantes do museu é dedicada ao período do Rococó, período em que viveu a rainha Maria Antonieta onde é possível encontrar alguns pares de sapatos e fivelas, cheias de diamantes que pertenciam ao acervo pessoal da rainha.

A fundação Bata Shoe Mueseum foi criada em 1979 para melhor administrar e organizar a ainda crescente coleção de sapatos e acessórios exóticos ou de época de Founding Chairman Sonja Bata, que começou a colecionar sapatos em 1940. Porém, o museu só foi abrir suas portas ao público em 1995, num prédio desenhado pelo arquiteto Raymond Moriyama, para parecer uma caixa de sapatos.

Outros museus pelo mundo http://www.museocalzado.com/
http://www.britishmuseum.org/ .

Imelda Marcos, a ex-primeira dama das Filipinas entrou para a história como a maior colecionadora de sapatos do mundo. Durante o governo de seu marido, Ferdinand Marcos, ela se tornou conhecida por correr o planeta atrás de modelos novos, enquanto milhões de pessoas em seu país viviam em extrema pobreza. A coleção de Imelda chegou a ser estimada em 3000 pares. O que ela nega com veemência. Diz que eram "apenas 1060".

Em 2001, Imelda abriu um museu na cidade de Marikina[3], para mostrar seus sapatos.


[1] Disponível em : http://www.virtualshoemuseum.com . Acesso em 20 abr. de 2008.
[2] Disponível em : http://www.batashoemuseum.ca/. Acesso em 20 abr. de 2008.
[3] Fonte : http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2001/010216_imelda.shtml. Acesso em 21 abr. de 2008.

Nenhum comentário: