terça-feira, junho 5

O mercado de luxo cresce no Brasil



O faturamento dos negócios do luxo no país em 2006 foi de US$ 3,9 bilhões, o que representa cerca de 1% da fatia do mercado mundial e um crescimento de 32% se comparado a 2005. No ano passado, o investimento brasileiro foi de US$ 680 milhões: deste total, 24% da verba foi alocada na área de comunicação e 20% na expansão do negócio.

Estes foram os resultados da primeira pesquisa sobre o Mercado do Luxo no país, realizada pela MCF Consultoria & Conhecimento em parceria com a GfK Indicator. De acordo com a pesquisa, o mercado brasileiro para o negócio do luxo é muito promissor e ainda se encontra em fase embrionária. Quando comparado aos países também emergentes, como Rússia, Índia e China, o Brasil ocupa uma posição tímida.

“Esses países têm mantido taxas de crescimento que ultrapassam o percentual dos 45%”, completa o consultor do Luxo, Carlos Ferreirinha. Mesmo assim, o crescimento do mercado do luxo em 2006 (17%) é significativo se comparado ao do PIB brasileiro (3,7%).

Outro resultado importante se refere às cidades que tiveram maior crescimento do negócio do Luxo. Só em São Paulo esse mercado cresceu 74% em 2006; no Rio, 32%; em Belo Horizonte e Porto Alegre, 21%; e Curitiba e Distrito Federal, 16%.

Vale ressaltar que para os próximos anos cidades do Norte e Nordeste brasileiro começam a surgir como destinos de investimentos e crescimento.

A pesquisa foi aplicada entre setembro de 2006 e janeiro de 2007 e teve a participação de 65 empresas nacionais e internacionais com operação no país.
Veja mais:

Bjocas e até mais, Ale