sábado, março 8

Mulheres

As grandes mudanças no perfil do empresariado brasileiro começaram a aparecer a aproximadamente 15 anos. O mundo, quase exclusivo dos homens dos negócios, teve que incorporar as novas empresárias.
Hoje, o país tem 6,3 milhões de mulheres empreendedoras.
É um número que representa 38% do total de empresários do país. “A mulher se diferencia pela intuição nos negócios, pela capacidade de ouvir os clientes. Ela, em geral, carrega uma rede de relacionamentos maior que o homem”, afirmou o diretor do Sebrae, César Vasquez.
As mulheres precisam ser empreendedoras mesmo, porque o mercado de trabalho continua injusto.
As mulheres comemoram neste sábado (8) o Dia Internacional da Mulher, data que representa a luta pelos direitos iguais entre mulheres e homens. No Paraná, o mercado de trabalho, no entanto, ainda não é totalmente igualitário, mesmo no século XXI. A participação das mulheres aumentou nos postos de trabalho, porém, na questão dos salários ainda há disparidade.


Salário menor x participação maior
As mulheres paranaenses podem comemorar o avanço sobre o mercado, que anteriormente era dominado pelos homens. No ano de 1990, os empregos formais estavam concentrados com 65,57% de homens no Paraná. As mulheres representavam os 34,43% restantes.

Cresce o número de empreendedoras no BrasilAos poucos, as mulheres estão ocupando o setor empresarial como líderes. O número de mulheres que abrem a sua própria empresa não pára de crescer – o Brasil é o terceiro no ranking mundial, depois dos Estados Unidos e China.

No ano de 2006 a participação feminina no mercado formal aumentou em torno de 8%. Segundo dados da Rais, 41,94% dos empregos formais estavam em mãos femininas no ano de 2006. Na região metropolitana de Curitiba, o aumento da participação das mulheres no mercado formal aumentou em torno de 12% em 16 anos. Passou de 35,53% no ano de 1990 para 47,40% em 2006.
Feliz todos os dias das Mulhereses!

Nenhum comentário: