quarta-feira, novembro 21

Dicas de Moda para o Trabalho



BY Christian Pior, do Pânico na TV.

O texto é super engraçado - fonte blog Descolex ,

Barriga de fora

Neste caso, só é válido se você for dançarina do ventre ou do É o Tchan! (que nem existe mais, eu acho). Só que, como você não trabalha no meio musical e sim em uma multinacional (adoro este nome, acho poderoso), evite o modelo que evidencia além da conta. Por quê? A. Todo mundo sabe que você tem umbigo. Mostrar para quê se não é nenhuma novidade?

Acredite: o seu umbigo não é especial e nem essencial à humanidade.

Se você está fora de forma, com barriga de quem come ‘dobradinha’, por favor criatura, tenha bom senso. Nada de exibir suas adiposidades para colegas e chefes na empresa, afinal é uma empresa muito chique, não um açougue.

Saias esvoaçantes, transparêcias e decote profundo
Pára tudo e chama a Nasa! Gente, como diria o filósofo (aquele que não sei o nome), “a vida não é um show de banda Calypso, você não entendeu?”.

Saias tipo “Sarajane” (joga no Google), transparências que “dão pra contar os seus poros” e decotes “que fazem com que os boys percam a pouca concentração que têm” são inimigos cruéis do bom gosto no local de trabalho.

Se usar saia curta ou esvoaçante, seus colegas masculinos podem até achar bonito e divertido, mas depois querida, você será jogada na fogueira das fofocas e será alvo de piadinhas na empresa. E isso arde, filha, a se arde!

Na empresa, acho chique meia calça (hoje tem de todos os tipos, mas não vá de arrastão, né) com saia até a altura dos joelhos. Transparência nem na alma Tem umas “pertubadas” que se deixar vão de baby-doll se sentindo “o último brownie da doceria de luxo”, e na verdade são a “décima bolacha de água e sal no pacote de biscoitos na loja de R$ 1,99”.

E mulher muito oferecida desperta a raiva, a inveja, e o ódio de outras. E quando puxarem o seu persa, querida…
Decotes profundos e fendas Gente, nem Jessica Rabbit usava aquilo 24 horas!

Toda mulher quer se sentir linda, gostosa e tal, mas se você realmente for, naturalmente vão perceber. Sensualidade vem de dentro, não de fora.
Depois, se um cliente avançar o sinal, quero ver a sua cara. Sabe por que querida?

As roupas falam… Umas até berram!
Acessórios Aí, no caso, você poderá ousar (pouco, viu?) nos acessórios.
Em uma bolsa poderosa (nunca economize em uma bolsa), em um sapato alto poderoso, enfim… Pense nas vilãs de novela.

Estão sempre impecáveis, menos a Nazarett, personagem brega vilã, de Renata Sorrah. Acessórios em excesso e barulhentos, brincos que brigam com os cabelos, colares imensos (cuidado com os dourados, viu? Poucas pessoas sabem usar), brincos de pena, bijuterias ‘bicho grilo’, não, não e não!

Acho lindo mulher com anel de aço. Poderoso, único. (eu adoro é muito charmoso)
Pérolas são eternas e nunca fazem feio.
Piercing só se você for Diretora de Arte de uma agência de publicidade, com direito a muitos leões ganhos em Cannes.
Sexta-feira básica O “à vontade” é um prato cheio para o povo cafona.
Jeans rasgado, tênis de 1991, camiseta lascada que nem para dormir serve, mini-saia, enfim… Meninas, invistam em uma camiseta branca ou preta lisa, um jeans reto 501, um tênis tipo All Star. Fica tão lindo, mas que a camiseta seja nova, né?!

Meninas de Jeans 501, uma bata romântica com detalhes (adoro), um salto poderoso e um casaquinho seco para o fim do dia (sempre esfria, né?).

Ah, bata muito transparente, não…

E se os seus colegas de trabalho disserem que você está linda, mesmo assim, tome cuidado. Eles preferem as mulheres nuas, já que quanto menos roupa melhor! Eles amam decotes.

Experiência: Uma vez eu estava no metrô em Nova Iorque e vi uma menina com estampa do Snoopy, jeans seco reto preto, salto alto poderoso, bolsa tipo Balenciaga (joga no Google), óculos tipo Ray Ban, e rabo de cavalo. Na mão uma garrafinha de água mineral! Ovulei!

Piranha de cabelo Aviso: Piranha de cabelo no cós da calça é a coisa mais feia do mundo. Piranha no cós é a “pochete das mulheres”. É feio, horroroso.

Maquiagem
Maquiagem pesada e acessórios além da conta. Você é uma drag queen? Ou um personagem da música da cantora Simone: “Então é natal”?
Gente, make up carregado é uma coisa séria.

Tem mulheres que fazem uma verdadeira “pintura espírita” no rosto. Sombra que orna com a roupa, não. Glitter durante o dia, não.

Gloss que escorre feito óleo na boca, não. Massa corrida, tipo, cara bem branca, com corretivo, base e muito pó, não. Sombra preta de dia, não.

Batom com cores new wave (rosa-cheguei-com-tudo, roxo-tang-uva e laranja-dói-meus-olhos), não pode!

Make up ‘vamp’, tipo ‘hoje a noite vou usar cinta liga’, também não. Acho chique um corretivo para disfarçar olheiras e espinhas, um pó leve para controlar a oleosidade e um batom cor de boca.

Balada
Balada é bom e eu gosto! Drinks super hiper mega coloridos também. E quem não curte um Happy Hour? Mas ir para a labuta vestida de balada, não baby! Você pode até ir direto, mas se troque no fim do expediente, ou passe na casa de uma amiga que more próximo ao trabalho e se troque lá. E se ela deixar, você toma um banho.

Ou se troque no carro, ou no boteco (que é uma aventura), fora os assobios que você ganha no final. Se for direto, retoque o make up, coloque uns acessórios mais “fervidos”, ponha um salto mais alto e saia rebolativa disposta a conquistar o mundo!
Mas não vá de vestido de noite para o trabalho. Paetê, brilho, vestido curto e vaporoso. Vestido vermelho “danço tango”, ou seja, roupa de noite é roupa de noite. O ideal mesmo é passar em casa, tomar um banho e se aprumar (olha no Aurélio) com calma. E se não der, quem mandou morar longe?

Dicas básicas, aproveitem!

Bjcoas

Um comentário:

leticiacrispim disse...

amei as dicas .... elas foram dadas de maneira divertida e ao mesmo DE FORMA UTIL


obrigada pelas dicas